Curso de Astrofísica Geral


No Curso de Astrofísica Geral você terá uma visão geral da Astrofísica, passando por todas suas áreas:

  • Noções de Astronomia
  • Instrumentos Astrofísicos
  • Sistema Solar
  • Estrelas
  • Exoplanetas
  • Via Láctea
  • Galáxias
  • Universo em Larga Escala
  • Big Bang
  • Modelos Cosmológicos
  • Astrobiologia

Qualquer pessoa cursando o Ensino Médio consegue acompanhar o conteúdo do Curso, não há limite de idade.
Este é curso ideal para você começar a conhecer mais sobre o nosso universo.
No final você ganhará um certificado de 50h, emitido pela UFSC.
O curso é 100% online, inclusive as provas. Você tem suporte de dúvidas.


INSCREVA-SE!

(O Curso tem uma taxa de inscrição de R$40, mas é possível pedir isenção, leia nossa FAQ)


Faça as provas (para os inscritos)


Certificado (para quem concluiu todas as provas)


Material do Curso (grátis)


Nivel Lemaître

O atual Curso de Astrofísica Geral não usa matemática e assume que os alunos tenham um conhecimento mínimo de física. Estamos trabalhando na criação de novos níveis para esse Curso. Por isso, demos ao nível atual o nome de Georges Lemaître.

Quem foi Georges Lemaître?

Georges-Henri Édouard Lemaître (1894—1966) foi um padre jesuíta, astrônomo, cosmólogo e físico belga.

Lemaître propôs o que ficou conhecido como teoria da origem do Universo do Big Bang, que ele chamava de “hipótese do átomo primordial” ou também conhecido como “ovo cósmico”, que posteriormente foi desenvolvida por George Gamow.

Em 1927, independentemente dos trabalhos de Alexander Friedmann, Georges Lemaître afirma que o universo está em expansão, inspirado pelas observações de Vesto Slipher, o que foi mais tarde confirmado por Edwin Hubble. Foi o primeiro a formular a lei de proporcionalidade entre distância e velocidade de afastamento das galáxias.

Esta lei, figurando em seu artigo de 1927, redigido em francês, não foi traduzida na sua versão inglesa e foi descoberta empiricamente por Hubble alguns anos mais tarde. Nela, Lemaître propôs a expansão do universo. Mais tarde, em 1931, publica um artigo na Nature onde usa a recém criada Mecânica Quântica para ampliar seu modelo e propor que a expansão aconteceu a partir de um “átomo primitivo”. São os dois principais ingredientes da teoria do Big Bang: expansão cosmológica e origem a partir de um estado super concentrado da matéria e do espaço.